terça-feira, 19 de agosto de 2008

Crônica 15: A VERDADE

Eu. Um café. Vejo de um ângulo bem diferente a tudo e a todos. De baixo pra cima. De dentro pra fora. Dessa forma, consigo, em muitas situações, me aproximar bastante da essência das situações. Sempre dou preferência a degustar cada gesto, cada palavra – que ironia – a enxergá-las.

Em todas essas observações ainda não consegui entender por que o ser humano é tão complicado. Falta de coragem para permitir que o outro chegue perto sua alma. Coragem para deixar seu mundo particular aberto a estranhos. Intrusos.

Ainda outro dia eu estava na mesa acompanhado por um tranqüilo casal de amigos. Mesa. Xícara quente. Pires branco. Puro. E duas almas inquietas descansando em meus braços. Ela tentava entender sua vida. Falava. Questionava-se. Ele, mero ouvinte.

- O que você acha? – perguntou aflita.

Titubeou. Pensou. Analisou. Mais um gole. Falou. Palavras. Palavras. Palavras duras. Os olhos da amiga marejaram. Pareciam duas piscinas. Uma lágrima escorreu. Invasão. Ela perguntou. Mas não queria uma resposta.

- Não precisa agredir – disse a mulher.

Ele não estava agredindo. Apenas entrou por uma porta proibida. Usou a chave errada. A verdade. Silêncio. Tensão. Eu ali. Senti a presença das palavras não ditas. O ar podia ser tocado. Cada vez mais espesso. Eu, mais frio a cada momento.

A verdade foi vilã. A amiga, questionadora, não queria ouvir um eco do que vinha no seu peito. Ela queria uma falsa-verdade. Levantaram-se. Saíram. Fiquei lá. Parado na minha mesa. Olhando. Até o semblante dos dois sumir. Confundir-se com outras tantas verdades a serem ditas e ouvidas. Verdades que caminham veladas pelas ruas. Perdidas. Cansadas.



Mariana Primi Haas - MTB 47229 
Agosto/2008

4 comentários:

angelica disse...

mariana querida!realmente é muito simples !a verdade está dentro do nosso coração!basta sentir! beijos

Tally disse...

É difícil saber a verdade que as pessoas querem ouvir. Ou a "verdade". Mesmo pq, quem está de fora, consegue enxergar a verdade verdadeira com uma facilidade maior... Mas e quem disse que quem está vivendo quer enxergar isso? Tão bacana ser cego sometimes... Beijo

galvão disse...

Só enxerga a verdade quem quer. E a verdade é transparente. Está no olhar e nas expressões. Na consciência , na honestidade, mente aberta e humildade. Só não enxrega e não vê quem não a quer nem dentro de si próprio. Os cafés são amargos por natureza, mas muitos de nós precisamos do açucar para desgustálo.

Neide disse...

A verdade às vezes é muita dura para ser dita sem subterfúgios(ou confirmada, já que geralmente sabemos muito bem o que há no fundo da alma). Nos momentos mais delicados, pode ser mais conveniente usarmos de meias-verdades... Por que não??? O mais importante é o cuidado com o outro!