quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Crônica 32: O NATAL

O Natal está chegando. E eu cada vez mais interessado na alma humana. De certo, vocês devem se perguntar: mas como ele vai e vem tantas vezes? Como sabe as histórias até o final? Como consegue escrever? Pensar? Pois é, essas e outras questões jamais serão respondidas. Fato é: Sou especial! Aceitem-me assim e garanto muita emoção, diversão e, é claro, muita polêmica.
Ando pensando muito sobre o Natal. O que significa. E cheguei à conclusão de que é um momento de união, paz, amor. Um pouco clichê? Talvez.
Mas essa é a data mais clichê do calendário. Então, por que não aproveitamos a ocasião? Sim, sem pensarmos em dinheiro, presentes enormes, em impressionar os outros. Digo isso, pois outro dia duas senhoras sentaram-se para conversar e... Tomar um cafezinho. Vinham cheias de sacolas. Diziam-se cansadas.
- Ai, tô “podre”. Também todo ano a festa é na minha casa... Não agüento mais!
- Nem me fale, menina!
- Olha! Estou produzindo uma ceia... Você não imagina... Maria Célia vai morrer de inveja! É, porque ela sempre desdenha, mas acaba em casa, né?
Paro por aqui – um pouquinho – produzir uma ceia para que “Maria Célia” sinta inveja? Tudo errado. A ceia deve ser idealizada e montada para que todos se deliciem com os pratos. Para que se sintam bem e acolhidos em casa. Não para causar sentimentos desprezíveis em outras pessoas. E olha o perigo, disso!
E a conversa continuou nesse tom. O vestido dela seria uma surpresa desagradável pra fulana que ficaria de queixo caído. Os presentes que havia comprado seriam melhores que os dos beltranos. As suas árvore e guirlanda, essas fariam todos se roer por dentro. Credo!
Fiquei imaginando essa festa. Se eu estivesse lá, iria querer ir pra casa o mais rápido possível. Deve ser um ambiente pesado. Cheio de fofoca. Ciúme e aparência. Em pleno Natal? Será que ao menos no Natal vocês, humanos, não poderiam parar com essa competição frenética? Relaxar e curtir as companhias. O simples bate-papo. E, à meia noite, dar um “abraço daqueles” em quem amam? Eu acho uma boa idéia!
É óbvio que presentes fazem parte. Principalmente para as crianças – para essas, aliás, é só o que interessa – e é assim que deve ser. Mas presenteie por prazer. Pra demonstrar seu sentimento. Não para parecer mais rica do que é, mais generosa que os outros. Demonstre amor em suas homenagens. Talvez seja isso que falte no cotidiano humano. Demonstrações espontâneas de carinho, de afeto.
Lembre-se, essa é apenas a sugestão de um simples e observador café. Que está aos poucos captando as necessidades dessa gente estranha: O Ser Humano.
Desejo a todos um lindo Natal, com abraços, beijos, carinhos, afetos, risadas, momentos. Que o grande presente desse Natal seja a união entre seus familiares (mesmo que apenas naquela noite).
Como estou saindo de férias e volto apenas em janeiro, aproveito para lembrá-los que no Ano Novo é importante renovar as esperanças, fazer muitos pedidos e estar junto de quem se ama.
Beijos a todos!!!!
Do seu amigo,
O Café.
Obs: Mas eu volto, hein? E com muitas novidades, aguardem!



Mariana Primi Haas - MTB 47229 
Dezembro/2008

7 comentários:

Fernando disse...

Mariana.Adorei a mensagem p/Natal só faltou lembrar que o Aniversariante "Jesus" era todo o exemplo de Paz e Amor.Volte logo vou sentir saudades.Até o Ano que Vem.Beijos Mil.Um grande Abraço.Feliz 2009.F.Rubano

Carmem disse...

Querida Mariana, que Jesus entre em nossas vidas com sua mansidão, com seu exemplo de amor, perdão, imensa paz, que neste aniversário dele o mundo possa refletir profundamente o amor pelo outro e para o outro pois o outro não é superficial e descartável o outro é você mesmo, dependendo do momento e da situação. Parabéns por seus textos e que em 2009 seus cafés continuem a fazer sucesso. Com carinho Carmem.

Edilamar disse...

Mariana,que bom, ainda há pessoas como você que nos lembram do verdadeiro espírito do Natal.Gostei muito.Feliz Natal a você e toda sua família.Bj

Tally disse...

e feliz 2009!!

Regiane Tosatti disse...

NATAL É SEMPRE UM PROBLEMA PRA MIM...AINDA BEM QUE JÁ PASSOU...BJS

F. Reoli disse...

Feliz 2009! Saudade do aroma tentador dos seus cafés. Beijos

André Lobão disse...

Um cafezinho novo, por favor!